10 Plantas para Quem não tem Muito Tempo para Cuidar do Jardim

Você adora jardinagem, mas não tem muito tempo disponível para o cuidado das plantas?

Pois saiba que, mesmo assim, é possível ter um jardim bonito e bem cuidado durante todo o ano.

Isso é possível se você souber escolher as espécies adequadas, principalmente aquelas que são mais resistentes e que não demandam um cuidado diário tão grande.

Existem muitas opções bonitas e capazes de deixarem o seu jardim cheio de vida.

Se você não acredita, veja quantas ideias bacanas nós trouxemos de espécies que você poderá adicionar ao seu jardim, a sua varanda ou ao seu quintal – sem que você tenha que se dedicar horas para vê-las crescendo bonitas e saudáveis.

Antúrio

Antúrio
Antúrio | Foto

De fácil cultivo, o Antúrio chama a atenção pela beleza da sua flor e também das suas folhagens. Essa é uma planta que gosta de viver à meia-sombra, ou seja, em locais com boa luminosidade, mas que não receba os raios solares de forma direta.

Se você for plantá-lo em canteiros, tente colocar as mudas sob a sombra de outros arbustos maiores ou de árvores.

As regas podem ser frequentes, mas não devem encharcar e duas vezes ao ano é recomendada uma adubação.

Suculentas

Suculentas
Suculentas | Foto

Plantas com raiz, talo e folhas engrossadas – o que permite a elas o armazenamento de água por longos períodos.

Por isso, elas são bem fáceis de cuidar e ainda costumam “avisar” quando precisam de cuidados extras – assim é importante ficar atento as suas folhagens.

Caso as folhas comecem a murchar é preciso aumentar de forma gradativa a rega, já se as folhas da base começarem a apodrecer, diminua a quantidade. Caso a sua suculenta fique muito fina e perca muitas folhas, então é preciso aumentar a luminosidade (sendo o ideal 4 horas diárias de sol).

Palmeira-leque

Palmeira-leque
Palmeira-leque | Foto

Como o crescimento dessa espécie é mais lento, ela pode ser facilmente plantada em vasos – sendo uma boa opção para jardins internos ou para as varandas de apartamentos.

Para que a palmeira-leque se desenvolva é preciso de ambientes amplos (em altura) e bem iluminados. A manutenção consiste na retirada das folhas velhas e secas e adubo durante o verão.

A cada dois anos também é recomendado realizar o reenvase e, além disso, proteja-a de ventos fortes e da ação do ar condicionado.

Cróton

Cróton
Cróton | Foto

As folhas grandes e coloridas são o que mais chamam a atenção nessa espécie e podem aparecer em cores variadas, mesclando tons de vermelho, rosa, roxo, branco, laranja, verde e amarelo.

Mas, para que as folhas fiquem sempre bonitas é preciso que a planta receba bastante sol direto, por isso –se ela estiver em vaso- posicione-o próximo a alguma janela.

Além disso, ela não se adapta muito bem a locais com ar condicionado. E, fique atento, quando manipular essa planta use luvas, pois a sua seiva pode irritar a pele (e também tome cuidado se tiver animais de estimação na casa).

Árvore-da-felicidade

Árvore-da-felicidade
Árvore-da-felicidade | Foto

Seu nome não é uma mera coincidência, na verdade acredita-se que a presença dessa planta pode trazer sorte e harmonia para os lares, mas para que isso aconteça você deve ganhar um exemplar de presente.

Para manter a folhagem sempre verde e bonita, deixe a planta longe de fumaça de cigarro, vento em excesso e ar condicionado.

Ela tolera bem sol pleno, luz difusa e meia sombra – mas costuma ficar mais viçosa em áreas bem iluminadas.

Begônias

Begônias
Begônias | Foto

Lindas e super coloridas, as begônias parecem serem flores complicadas de manter, mas, pelo contrário, elas não exigem muitos cuidados.

Para o seu bom desenvolvimento, o ideal é deixa-las em locais que não tenham luz direta (mas que sejam bem iluminados), como por exemplo as varandas.

A rega deve ser feita de 2 a 3 vezes por semana e com pouca água.

Cacto

Cacto
Cacto | Foto

Se além de pouco tempo para a jardinagem, você também não tem muita experiência com o manejo das plantas, o cacto é uma ótima opção.

Ele gosta de muitas horas de luminosidade direta e pouca água. Quanto mais sol a planta tiver a sua disposição, mais ela crescerá forte e bonita.

Se você plantar a espécie em vaso, ela irá estacionar o crescimento assim que notar que o espaço acabou.

Espada de São Jorge

Espada de São Jorge
Espada de São Jorge | Foto

De origem africana, a Espada de São Jorge é muito resistente a lugares com pouca disponibilidade de água, além de ser bastante adaptável a qualquer ambiente.

Embora elas gostem muito de sol, também conseguem se desenvolver bem em locais com menos iluminação.

Necessitam de rega a cada 2 ou 3 dias (ou quando você notar que o solo está seco) e podem sobreviver mesmo em solos pouco férteis.

Samambaia

Samambaia
Samambaia | Foto

A samambaia já esteve muito em voga nas casas e jardins e depois ficou um tempinho “esquecida”. Hoje ela é considerada uma planta nobre e ajuda a deixar os jardins bonitos, sem exigir muito cuidado.

Como ela possui uma característica de ter folhas volumosas e pendentes, tente usá-la em vasos suspensos ou em jardins verticais – aproveitando a sua beleza natural.

A iluminação mais adequada é a meia-sombra, mas elas também se desenvolvem bem em locais com luz difusa. Contudo, seu maior inimigo é o vento – que pode acabar quebrando as suas folhas.

Flor de maio

Flor de maio
Flor de maio | Foto

Uma flor muito bonita e que quase não exige cuidados: essa é a flor de maio. O ideal é que ela seja regada apenas 2 vezes por mês.

Ela adora locais bem iluminados, mas também é capaz de se desenvolver em ambientes internos e se adaptam bem a várias intensidades de luz.

E, então, gostou das nossas dicas de espécies para quem não tem tempo de cuidar do jardim? Já pensa em montar o seu agora?