Anúncios

Suplementos: os 10 mais usados e suas indicações!

Anúncios
Anúncios

A onda fitness tomou conta das academias, dos programas de televisão e do dia a dia de muitas pessoas. Com ela, dietas e dicas de exercícios tornaram-se comuns, bem como o uso dos suplementos.

Porém, nem todas as pessoas sabem exatamente para que eles são indicados e acabam tomando sem nenhuma orientação médica ou nutricional, o que pode acarretar em problemas para a saúde e até resultados que não estão atrelados aos que você está buscando.

Foi pensando nisso, que hoje separamos 10 suplementos mais usados e as suas indicações.

1 – Whey Protein

O Whey é o suplemento mais conhecido e já virou ingrediente comum nas receitas fitness, mas você sabe para que ele serve?

Ele é um suplemento de proteína feito à base do soro do leite e é uma das proteínas mais completas que existe, principalmente pela sua quantidade de aminoácidos essenciais.

Como ele possui uma absorção muito rápida, seu uso mais recomendado é após o treino, mas isso pode variar de acordo com a sua necessidade de proteína, treino e dieta.

Mas, cuidado com o exagero, já que o excesso de proteína não é absorvido pelo organismo e acaba sendo eliminado.

2 – Albumina

A albumina também é um suplemento proteico, mas ela é obtida através da clara do ovo.

Bem mais barata que o Whey, ela oferece um bom teor de aminoácidos. Contudo, a sua absorção é mais lenta e, por isso, seu consumo mais indicado é à noite ou para suprir a exigência de proteínas da dieta.

Anúncios

3 – Caseína

A caseína é uma proteína encontrada no leite e que tem como característica a sua absorção mais lenta.

Ela é a proteína mais indicada para ser consumida antes de dormir, pois assim há uma garantia do fornecimento adequado de proteína para o corpo mesmo durante o período de sono (quando não estamos ingerindo nenhum outro tipo de alimento).

4 – Maltodextrina

É um carboidrato complexo do amido do milho e possui uma liberação lenta e constante.

Se você ficou sem comer muitas horas antes de treinar ou se irá realizar alguma atividade de longa duração (que tenha mais de uma hora), a maltodextrina é a mais indicada.

Os carboidratos são fundamentais para lhe darem mais energia, aliviando a sensação de fadiga e preservando a massa muscular. O indicado é ingerir cerca de 30 a 60g de carboidrato a cada hora de atividade física.

5 – Dextrose

Também é um carboidrato e que ajuda na recuperação de atividades de curta e média duração (ou seja, com menos de uma hora), mas que sejam mais intensas (como a musculação).

A dextrose é nada mais do que a glicose – o principal açúcar produzido pelo corpo humano- só que proveniente de fontes vegetais.

Como ele é de alta absorção, deve ser tomado logo após o treino para estimular a liberação de hormônios anabólicos e restaurar a energia.

Riscos para Pintura Grátis

Prontos para Você imprimir

6 – Termogênicos ou Fat Burners

São os suplementos capazes de acelerar o metabolismo e, como consequência, aumentar o gasto energético.

Eles possuem uma alta concentração de substâncias estimulantes como cafeína, taurina, chá verde e guaraná.

Para aproveitar melhor os seus benefícios, eles devem ser tomados um pouco antes do início da atividade.

Mas, é preciso cuidado, já que eles podem ter efeitos danosos no sistema cardiovascular.

Anúncios

7 – Óleo de Cártamo (LA/ CA/ CL)

As três siglas acima são usadas para identificar os produtos que tem como base o óleo de cártamo – uma alternativa após a proibição do ácido linoleico conjugado (CLA).

Ele é um poderoso antioxidante e energético e é utilizado por quem deseja estimular a perda de gordura, sem comprometer a sua massa muscular.

Assim como os demais suplementos para esse fim, seu uso recomendado é antes da prática da atividade física.

8 – BCAA

A sigla significa Branched Chain Amino Acids (aminoácidos de cadeia ramificada) e, como os demais suplementos de aminoácidos, ele é indicado para a regeneração muscular e ganho de força.

Se consumido antes do exercício, ele pode diminuir a fadiga, evitar o catabolismo e ajudar na recuperação muscular através do fornecimento de 3 aminoácidos essenciais que são metabolizados nos músculos, e não no fígado.

Note que algumas marcas de suplementos proteicos (como de albumina e whey) já podem conter altos níveis de bcaa.

9 – Ômega 3 e Ômega 6

Os ácidos graxos como o ômega 3 e 6 estão presentes nos óleos de peixes e fígado de bacalhau e podem ser importantes nos treinamentos de força.

Como possuem uma ação anti-inflamatória, eles colaboram na recuperação das microlesões musculares resultantes dos treinos de hipertrofia.

10 – Glutamina

A glutamina é o aminoácido livre mais abundante no nosso tecido muscular e tem atuação no sistema imunológico, também sendo usado clinicamente para a recuperação de pacientes com lesões ou queimaduras.

Quando usado em forma de suplemento, a glutamina é capaz de reduzir o catabolismo e facilitar a recuperação muscular.

Esses são os 10 suplementos mais usados e as suas indicações.

Porém, apesar das nossas dicas, lembre-se que somente um nutricionista poderá lhe prescrever os suplementos mais adequados de acordo com a sua dieta, exercícios físicos e objetivos.

Se você gostou desse conteúdo, compartilhe-o em suas redes sociais.

Você gostou deste conteúdo? A sua opinião é muito importante!
[Total: 2 Média de: 5]

No Responses

  1. Tudo Especial
  2. Anônimo