Anúncios

Plantas Medicinais: 25 Ideias para Ter no Jardim de Casa e Sempre a Mão!

As plantas medicinais são usadas há séculos por diversas sociedades e é uma tradição que se mantém em diversas cidades em nosso país.

Anúncios

Se você também apela para o chazinho ou para uma infusão quando sofre de problemas de saúde, ter algumas plantas medicinais em casa pode ser uma ótima ideia, não é mesmo?

E saiba que muitas dessas ervas amigas da nossa saúde podem ser plantadas em vasinhos dentro de casa.

Continue a leitura e veja a seleção de plantas medicinais que separamos, com dicas de como usá-las para melhorar a sua saúde e de quem você ama!

Ah  e não deixe de ver até o final do post, pois lá tem um vídeo com uma reportagem sobre plantas medicinais, para você saber mais sobre essas plantas.

1 – Plantas Medicinais: Alecrim

O alecrim possui vários usos na medicina popular, sendo conhecido para lidar com problemas no sistema nervoso, ajudando em casos de debilidade cardíaca e também emocional.

Ele pode ser tomado em infusão, sem ferver a planta, ou ainda deixando o alecrim fresco dentro de uma jarra de água e ir tomando ao longo do dia.

Para plantá-lo use um vaso fundo, não deixe o solo encharcado e coloque-o a sol pleno.

2 – Arruda

A arruda foi muito usada na Grécia Antiga para o combate de doenças contagiosas e é até hoje indicada como calmante e também para tratar a infestação de piolhos.

Para usá-la como calmante, faça uma infusão fraca (1 folha para cada xícara de água fervente) e tome por 7 dias.

Ela é uma planta que não suporta solos encharcados, mas suas mudas devem ser mantidas bem irrigadas, outra dica é usar um solo levemente alcalino.

3 – Plantas Medicinais: Hortelã

A hortelã é muito usada para combater problemas digestivos, cólicas, colites, dor de garganta, mau hálito, enxaqueca, síndrome do intestino irritável, dores musculares e acúmulo de gases.

Além das infusões, popularmente conhecidas, a hortelã também pode ser usada em forma de tintura ou de óleo essencial para o tratamento da nevralgia, dor muscular, sinusite e dor de cabeça.

Cultivar essa plantinha tão versátil é bem fácil, desde que o solo seja rico e haja bastante água disponível.

4 – Manjericão

O manjericão é usado para tratar várias doenças gastrointestinais, como flatulência, mau hálito, espasmos, aftas e também para diminuir a tosse e tratar a bronquite.

Outras aplicações dessa erva é no combate à febre, inflamações de garganta, cansaço e depressão.

Para plantar o manjericão é muito importante evitar locais frios (com temperaturas menores que 12ºC). O ideal é deixá-lo em um ambiente ensolarado e iluminado, como varandas ou em frente a uma janela.

5 – Plantas Medicinais: Erva-cidreira

Muito conhecida, a erva-cidreira pode ser usada em casos de distúrbios gastrointestinais, nervosismo, estresse e ansiedade leve.

Para quem sofre com insônia, também é recomendado consumir 1 xícara de chá todas as noites antes de ir dormir.

Se você não tem muitas habilidades com jardinagem, a erva-cidreira é ideal para você, porque ela é muito fácil de ser cultivada e pode até mesmo se tornar invasora se deixar as sementes amadurecerem.

6 – Sálvia

O nome dessa planta já demonstra o quanto ela tem sido usada na medicina popular, já que ‘sálvia’ quer dizer ‘aquela que salva’.

Geralmente, ela é usada como chá e infusão para tratar problemas com catarro e também para lavar feridas ou na inalação.

Para plantá-la em casa o ideal é usar vasos bem grandes ou jardineiras.

7 – Capim Limão

Também conhecido capim cidreira e capim santo, o capim limão é usado como sedativo e para combater problemas digestivos, e quando em forma de óleo essencial é usado contra picada de insetos.

O capim limão em forma de chá é muito recomendado para quem sofre com estresse e nervosismo, ajudando a relaxar e acalmar.

Essa planta se desenvolve melhor em ambientes quentes e úmidos e com luz solar direta por, pelo menos, algumas horas ao dia.

8 – Plantas Medicinais: Tomilho

O tomilho tem um alto poder desinfetante e pode ser usado contra tosses, bronquites ou dor de garganta.

Em forma de chá, ele é especialmente indicado para problemas que atingem as vias respiratórias superiores, como dor de garganta, tosse, bronquite, resfriado, gripe, sinusite e asma.

Para plantá-lo, garanta plena luminosidade. Em vasos, o ideal é que tenha pelo menos 15 centímetros de profundidade. O tomilho não precisa de muita água.

9 – Boldo

O boldo é muito conhecido por seu poder contra problemas digestivos, como dor de barriga com espasmos e também males hepáticos.

Para plantar o boldo, você só precisará de um galhinho com folhas e um pedacinho do galho principal da árvore.

Se a ideia é plantá-lo em um vaso, escolha um que tenha, pelo menos, 30 centímetros de altura, já que o boldo cresce bastante e pode ultrapassar 1 metro. As regas não precisam ser diárias, somente realize quando notar a terra mais seca.

10 – Losna

A losna também é conhecida como absinto, erva-do-fel e erva-dos-vermes.

O chá possui muitas indicações, como: tratamento de anemias, problemas de circulação sanguínea, alívio das cólicas intestinais, tratamento dos rins e da bexiga e para amenizar azias.

Essa plantinha deve ficar a sol pleno e não gosta de muita água, sendo recomendada regas de 1 a 2 vezes por semana, aceitando qualquer tipo de solo.

11 – Agrião

O agrião é uma erva bem comum na mesa dos brasileiros. Mas o que muitos não sabem é que ela também é um planta medicinal.

A erva possui excelente poder anti-inflamatório das vias respiratórias, sendo muito indicada em casos de bronquite crônica.

Além disso, pode ser usada para tratar aftas, gengivites, acnes e eczemas, melhorar a digestão e tratar a tosse.
Pode ser consumido em saladas, sucos ou em forma de chá (1 colher de sopa de folhas secas para 1 xícara de chá de água fervente).

12 – Alfazema

Também conhecida como Lavanda, a Alfazema é uma das mais antigas plantas medicinais, sendo usada desde a Antiguidade.

Suas flores têm um delicado aroma calmante e o seu óleo essencial possui inúmeros benefícios, como combate à insônia e à falta de apetite.

As folhas da alfazema podem ser usadas em remédios contra conjuntivite e as flores são indicadas contra queimaduras, bronquite, enxaqueca e tosse. Cuidado para não confundi-la com a alfazema-do-brasil (ou erva-santa).

13 – Plantas Medicinais: Alho

O alho é uma planta medicinal super potente que pode ajudar em inúmeras condições.

Por exemplo: colesterol alto, expectorante, antisséptico, aumento da imunidade, alívio de problemas circulatórios e até potencial para proteção contra o câncer.

Se você quer combater o colesterol ou ajudar na expectoração, macere 1 colher de café de alho em 30ml de água e tome 1 cálice do preparado 2 vezes por dia (antes das refeições).

14 – Arnica

A arnica integra a lista das plantas medicinais mais conhecidas e usadas no mundo. Ela é empregada para tratar manchas roxas e aliviar dores articulares.

Também pode ser usada para tratar problemas de pele e aliviar dores reumáticas, gota e tendinite. Como a planta tem compostos tóxicos não deve ser nunca consumida em forma de tintura.

A planta deve ser cultivada em locais ensolarados, com solo úmido até a germinação e em solo bem drenado, arenoso e levemente alcalino.

15 – Babosa

A babosa (Aloe Vera) está presente na composição de vários produtos estéticos, como shampoos e cremes.

Além de deixar os cabelos mais macios, a planta também funciona como antisséptico, ajuda na cicatrização de feridas e evita a queda capilar. Ela também auxilia no combate à caspa e aos piolhos e tem ação no tratamento de queimaduras e inflamações.

A babosa é uma planta que gosta de sol, porém em cidades quentes não deve ficar exposta ao sol o dia todo. A colheita deve ser feita apenas quando a planta tiver atingido, no mínimo, 8 centímetros.

16 – Calêndula

A calêndula (mal-me-quer) é uma das mais famosas plantas medicinais, usada desde o século 19.

Ela é conhecida pelo seu grande poder cicatrizante. A tintura alivia sintomas de traumatismos e as compressas ajudam no tratamento de varizes e furúnculos. Ela também pode ser usada para amenizar cólicas e regular o fluxo menstrual.

As calêndulas devem ser plantadas em locais com sol pleno, com solo bem drenado e fértil.

17 – Camomila

A camomila é uma planta medicinal muito conhecida e presente na casa de várias pessoas.

A flor é muito usada em forma de chás para acalmar cólicas e conter inflamações. Também pode ser usada como tônico digestivo, no alívio de irritações de pele e para ajudar nas dores musculares, de coluna e ciáticas.

Para cultivar a camomila em vasos, coloque no fundo cascalhos ou cacos de telha e use uma terra enriquecida com material orgânico. O vaso deverá ficar em um local semi sombreado e é preciso manter a terra ligeiramente úmida até a planta começar a se desenvolver.

18 – Plantas Medicinais: Carqueja

A carqueja é muito popular no Brasil e é indicada para ajudar na digestão, além de reduzir as taxas de açúcar no sangue e ter propriedades anti-inflamatórias e anti-úlcera.

Se a ideia é melhorar a digestão, faça um chá com 1 colher de sopa da erva para cada xícara de água e tome 3 vezes por dia. Mas cuidado, porque ela não deve ser usada por quem tem pressão baixa ou toma remédios para controlar a pressão.

Ela pode ser plantada em vasos, canteiros ou jardineiras. Aprecia clima quente e se desenvolve melhor em solos ricos em matéria orgânica e bem adubados.

19 – Coentro

Além de delicioso para temperar os alimentos, o coentro também é uma importante planta medicinal.

Suas indicações são para facilitar a digestão, aliviar cólicas, combater gases e proteger a mucosa do estômago e do intestino.

O coentro se desenvolve melhor em regiões quentes e, para crescer, as mudas precisam de sol, sendo ideal cultivá-las em locais com iluminação direta ou sombra parcial.

20 – Dente-de-Leão

Na China Antiga, o dente-de-leão era considerado um poderoso remédio e até hoje ele é usado em chás para curar diversas enfermidades.

Sua principal indicação é para o alívio dos distúrbios digestivos, já que estimula a produção da bile. Ele também funciona como um laxante suave e ajuda a abrir o apetite.

A planta pode ser cultivada em canteiros ou vasos. Até que ela se desenvolva, as regas devem ser feitas todos os dias ao cair da noite. Só tome cuidado porque ela não aceita sol direto enquanto estiver em fase de crescimento.

21 – Erva-doce

A erva-doce é uma das plantas medicinais mais antigas, sendo usada desde o antigo Egito.

Ela é um poderoso remédio contra gases, cólicas intestinais e estomacais, gastrite nervosa, enxaqueca e enjoos.

A planta se desenvolve melhor em locais de clima ameno ou moderadamente quente. Se for plantar em vasos, opte pelos modelos maiores, com pelo menos 30 cm de profundidade.

22 – Guaco

Também conhecido como erva-de-cobra e cipó-caatinga, o guaco é uma poderosa erva medicinal.

Ela ajuda a combater diversos problemas respiratórios, como aliviando os sintomas de bronquite, asma e tosse. Também é usada contra úlceras, feridas e no tratamento de varizes.

O guaco deve ficar em um local com luz solar direta e a terra deve ficar úmida, sendo a rega diária recomendada dependendo da sua região.

23 – Plantas Medicinais: Louro

O louro é bem conhecido e seu uso data da Grécia Antiga, como símbolo da glória e da imortalidade.

Atualmente, ele é muito usado para melhorar a digestão, além de ter ação antisséptica e calmante, agindo como relaxante muscular e aliviando dores e contusões.

O louro deve ser plantados a meia-sombra e em solos com ótima drenagem, já que suas raízes não podem ficar encharcadas. Sua reprodução é por estacas e ele demora bastante para crescer, por isso o mais indicado é o plantio com mudas.

24 – Malva

A malva, além de ser uma planta muito bonita, também possui importantes características medicinais.

Ela é um poderoso antisséptico, anti-inflamatório e hidratante, podendo ser usada em compressas para problemas na pele ou em gargarejos para lesões na boca.

A malva se desenvolve melhor em locais com temperaturas amenas e mais geladas. Em locais de clima quente, a semeação deve ser no outono ou na primavera. O ideal é colocá-la em uma área que tenha uma exposição diária de sol em torno de 6 horas.

25 – Pata de vaca

A pata de vaca é famosa por regular a glicose no sangue, sendo indicada para pessoas diabéticas, como complemento ao tratamento.

Além disso, ela tem ação diurética e age como um poderoso anti-inflamatório. Ela deve ser cultivada em área externa, onde receba sol o dia todo, em solo rico em matéria orgânica e levemente úmido.

Veja essa reportagem e saiba mais sobre plantas medicinais.

Neste vídeo você vai saber mais sobre como usar as plantas medicinais e para qual tipo de órgão do corpo humano ela serve.

Gostou de saber sobre algumas das principais plantas medicinais usadas no Brasil?

Nós temos vários artigos bacanas sobre jardinagem esperando por você!

Compartilhe nossas dicas com seus amigos!

Você gostou deste conteúdo? A sua opinião é muito importante!
[Total: 13 Média de: 4.8]
Tags:

No Responses

  1. Tudo Especial
  2. Anônimo
  3. Anônimo
  4. Anônimo
  5. Anônimo
  6. Anônimo
  7. Anônimo
  8. Anônimo
  9. Anônimo
  10. Anônimo
  11. Anônimo
  12. Anônimo
  13. Anônimo
  14. Anônimo
  15. Anônimo
  16. Anônimo
  17. Anônimo
  18. Anônimo
  19. Anônimo
  20. Anônimo
  21. Anônimo
  22. Anônimo
  23. Anônimo
  24. Anônimo
  25. Anônimo
  26. Anônimo
  27. Anônimo
  28. Anônimo
  29. Anônimo
  30. Anônimo
  31. Anônimo
  32. Anônimo
  33. Anônimo
Anúncios

Moldes de Natal Gratuitos!

Cadastre o seu email para baixar agora mesmo!

Quer Moldes Grátis!?

Receba Diretamente no seu email junto com o Passo a Passo Completo!