Anúncios

Jejum Intermitente: Por Que Você Ainda Não Está Fazendo?

Quem quer emagrecer sabe que a cada momento novas dietas surgem prometendo resolver todos os nossos problemas, então vamos falar um pouco sobre o jejum intermitente.

Anúncios

Porém, nem todas possuem embasamentos científicos e muitas podem até mesmo colocar a sua saúde em risco.

Mas, essa não é a realidade do jejum intermitente. Usado por médicos e nutricionistas em planos alimentares variados, ele vem sendo bastante estudado e promete trazer muitos outros benefícios além da simples perda de peso.

Quer saber mais sobre o jejum intermitente e descobrir o que ele pode fazer pela sua saúde? Então continue a leitura!

Jejum Intermitente

O que é o jejum intermitente?

Diferentemente das dietas tradicionais que abordam quais alimentos você deve consumir, o jejum intermitente busca trabalhar com a ideia de quando você deve se alimentar.

Com certeza, quem faz dietas há algum tempo, já deve ter ouvido o “mantra” de comer de 3 em 3 horas para acelerar o metabolismo, diminuir a fome e favorecer a perda de peso.

Porém, apesar de ser uma ideia amplamente difundida, não existem muitos estudos que comprovam esses benefícios.

O que se verificou é que passar algum tempo em jejum pode ter benefícios superiores, fazendo com que seu corpo use melhor o seu estoque de gordura e até trabalhe de forma mais adequada.

A maioria dos protocolos de jejum intermitente trabalha com jejuns diários de 16 horas ou jejuns de 24 horas, duas vezes por semana. Está lhe parecendo radical demais? Calma que nós vamos explicar como isso é feito na prática.

Jejum Intermitente: como fazer?

Existem muitas formas de fazer o jejum intermitente, mas antes de começar é importante se certificar de que você não possui nenhum problema de saúde que possa ser agravado com o período prolongado de jejum, como hipoglicemia, anemia e outras deficiências nutricionais.

Jejum Intermitente

Veja alguns dos principais protocolos usados:

Método 16/8

Esse método foi criado pelo sueco Martin Berkhan e divide o seu dia em duas janelas, uma de alimentação (com duração de 8 horas) e outra de jejum (com duração de 16 horas).

Para as mulheres, no entanto, o recomendável é realizar 10 horas de alimentação e 14 horas de jejum.

No período destinado à alimentação, você poderá fazer entre 2 a 3 refeições, ou mais se sentir necessidade, sem nenhum tipo de restrição alimentar, lógico que evitando os alimentos extremamente calóricos.

Na prática, esse é um método bem fácil de ser aplicado, bastando você não comer nada depois do jantar e pular o café da manhã seguinte.

Para quem acorda com muita fome, existem algumas estratégias que podem ajudar até o seu organismo se acostumar, como o consumo de café sem açúcar de manhã, água ou outra bebida não calórica.

Na verdade, todos esses itens são permitidos durante o período de jejum.

Dieta 5:2

O método 5:2 prega que você coma normalmente durante 5 dias da semana e então por 2 dias restrinja o consumo de calorias para um valor entre 500 e 600 diárias.

Apesar de ser um método muito difundido, existem poucos estudos que comprovam a sua eficácia, já que, teoricamente, mesmo consumindo poucas calorias, você não estará em jejum.

Porém, para quem deseja iniciar no jejum intermitente, mas ainda está em uma fase de adaptação, essa pode ser uma boa saída, até seu corpo começar a se acostumar com a ideia.

Coma pare coma

O protocolo é conhecido como “eat-stop-eat” (coma pare coma, em português) e pode envolver jejuns de até 24 horas, uma ou duas vezes por semana.

Para segui-lo, você poderá jantar hoje, não comer mais nada até a hora do jantar do dia seguinte e, em seguida, comer novamente. Você poderá começar o protocolo a partir do café da manhã ou do almoço, desde que siga 24 horas de jejum.

Durante o período de jejum você poderá consumir chá, café, água e outras bebidas não calóricas, só não poderá consumir alimentos sólidos.

Embora vários estudos comprovem a eficácia desse método, ele é mais radical e pode exigir de você um preparo maior. Por isso, não inicie na prática direto com esse protocolo.

Quais as vantagens do jejum intermitente?

Jejum Intermitente

Como dissemos, vários estudos têm apontado os inúmeros benefícios do jejum intermitente, como:

Emagrecimento

Ao jejuar, você estará, obviamente, reduzindo drasticamente a quantidade de calorias que ingere ao longo do dia, o que o levará automaticamente a uma perda de peso. Mas, não é só isso.

O jejum intermitente também é capaz de alterar os níveis hormonais do seu corpo, baixando a insulina e aumentando o hormônio do crescimento, ajudando na queima de gordura e acelerando o seu metabolismo.

Resistência à insulina

Um dos principais vilões da obesidade é a resistência à insulina que pode levar, inclusive, ao surgimento da diabetes tipo 2.

Porém, como dissemos, o jejum intermitente é capaz de alterar os níveis hormonais do nosso organismo, ajudando a reduzir de 3 a 6% os níveis de insulina no sangue.

Melhora na saúde cardiovascular

Vários estudos têm apresentado outras vantagens interessantes da prática, como a redução do colesterol “ruim” (LDL) e das triglicérides, itens que, quando estão altos, podem influenciar negativamente na saúde do seu coração.

Prevenção de doenças

Não é apenas a saúde do seu coração que ficará melhor com o jejum intermitente, mas também você evitará alguns tipos de câncer e ainda estará protegendo o seu cérebro, já que estudos têm mostrado que a prática aumenta a liberação do hormônio BDNF, responsável por criar novas células nervosas e ainda proteger contra o Mal de Alzheimer.

Apesar de ser uma prática extremamente interessante, ela não é recomendada para todo mundo e deve ser evitada por mulheres grávidas ou que estão amamentando, por pessoas com histórico de anorexia, bulimia ou compulsão alimentar e pessoas com hipoglicemia.

Por isso, antes de começar, é importante conferir com o seu médico se você está liberado e em boas condições de saúde.

Veja a reportagem da BBC News Brasil, que fala sobre as vantagens e desvantagens do jejum intermitente, clicando aqui.

Veja no vídeo abaixo tudo o que precisa saber sobre o Jejum Intermitente!

Nele você vai saber o que é o jejum intermitente e por que ele ajuda a perder peso.

Gostou de saber sobre o jejum intermitente? Pensa em começar a fazê-lo?

Você pode conhecer outros tipos de dietas, clicando aqui!

Se você gostou desse conteúdo, compartilhe-o em suas redes sociais!

Você gostou deste conteúdo? A sua opinião é muito importante!
[Total: 1 Média de: 5]

Anúncios

No Responses

  1. Tudo Especial