Anúncios

Dieta Flexível: a Nova Tendência de Emagrecimento Que Você Precisa Conhecer!

Todo mundo já ouviu falar que existem alimentos “do bem” e outros nem tão amigos assim da boa forma, não é mesmo?

Anúncios

Mas, para um grupo de pessoas adeptas da dieta flexível, quando o assunto é alimentação, nem tudo precisa ser assim tão radical.

A ideia é deixar de contar calorias ao longo do dia e começar a pensar na sua alimentação de forma mais completa, vendo os ponteiros da balança diminuir e a sua saúde aumentar.

Já está curioso? Então continue a leitura e saiba tudo sobre a dieta flexível.

Dieta Flexível

O que é e como funciona a dieta flexível?

Também conhecido como método IIFYM (do inglês, “If it fits your macros”), a dieta flexível privilegia a contagem dos macronutrientes, ao invés das calorias.

Essa dieta já é bastante popular nos Estados Unidos e agora tem começado a fazer sucesso também em outros países, inclusive aqui no Brasil.

De acordo com a teoria dessa dieta não importa se você está consumindo carboidrato vindo de uma batata doce ou do mel, proteína da carne vermelha ou da soja, o importante é que os macronutrientes estejam nas quantidades certas para a sua necessidade diária.

Outro ponto diferenciado da dieta flexível é que você não precisa se alimentar de 3 em 3 horas, como regem alguns “mantras nutricionais”, na verdade, alguns dos seus seguidores também realizam a prática do jejum intermitente.

Nessa dieta, a escolha dos alimentos é livre, desde que você respeite a quantidade necessária de macronutrientes para atingir seus objetivos, como perda de peso, ganho de massa muscular, entre outros.

Além disso, a IIFYM sugere que você se preocupe com os níveis de lipídeos e de proteínas, e os carboidratos podem ser manejados de acordo com as preferências e os objetivos de cada pessoa.

Dieta Flexível

O protocolo básico usado é de:

  • 2-3 gramas de proteína por kg;
  • 0,8-1 grama de lipídio por kg;
  • Carboidratos dependem do seu objetivo.

Para uma pessoa de 80 kg, por exemplo, o recomendado é ingerir entre 160 e 240 gramas de proteína e 64 a 80 gramas de lipídeos.

Mas, esse protocolo pode se modificar de acordo com o seu objetivo. Por exemplo, se a sua ideia é ganhar massa magra, a recomendação é:

  • 4 gramas de carboidrato por kg;
  • 2 gramas de proteína por kg;
  • 1 grama de gordura por kg.

Já para quem deseja emagrecer, é possível calcular:

  • 2 gramas de carboidrato por kg;
  • 2 gramas de proteína por kg;
  • 1 grama de gordura por kg.

Vale ressaltar que esses são parâmetros gerais e que podem ser modificados de acordo com as suas novas necessidades ou desejos.

Quais os benefícios da dieta flexível?

Dieta Flexível

Muitas pessoas têm relatado que, após tentarem diversas dietas sem conseguir resultados, foram capazes de cumprir a dieta flexível justamente porque ela não preza a eliminação de nenhum alimento do seu cardápio. Veja alguns pontos positivos que pesam a seu favor:

Ela é eficaz

Você sabia que a dieta flexível é usada por muitos atletas em fases de preparação quando precisam ganhar ou perder peso rápido ou ainda massa magra? Isso acontece porque a dieta flexível é bastante eficiente.

Para quem deseja emagrecer, a dieta flexível oferece um déficit calórico interessante e capaz de ajudar você a atingir os seus objetivos. Registrando tudo o que você consome, fica mais fácil ter controle sobre seus excessos e entender o motivo do seu ganho de peso.

Ela é flexível

Como o próprio nome indica, a dieta é flexível, ou seja, não existem restrições quanto aos alimentos que você pode ou não comer.

Prestando atenção a quantidade, é possível manter todos os itens que você mais gosta, tornando bem mais simples seguir essa dieta.

Isso significa que, não é porque você está de dieta, que precisa deixar de sair com os amigos ou de frequentar as reuniões sociais da sua família. Afinal, é permitido comer algumas guloseimas.

Ela tem uma abordagem diferenciada

Quantas vezes você não desistiu de uma dieta porque acabou “enfiando o pé na jaca” e se sentiu desmotivada para continuar? Com a dieta flexível isso não acontece, justamente porque não existe uma noção de certo e errado.

Como faço para começar na dieta flexível?

Acha que essa é uma boa dieta para você? Então anote os passos para dar início!

1º Calcule seus macros

Existem inúmeros calculadores de macronutrientes espalhados pela internet, mas o ideal é que você tenha o apoio de um profissional da nutrição.

Se isso não for possível, você poderá usar alguns sites como o IIFYM Calculator ou o Healthy Eater.

2º Anote o que você come

O diário alimentar é algo extremamente importante na dieta flexível, mas você não precisa lançar mão de um caderninho. Hoje já existem muitos aplicativos que podem lhe ajudar como o My Fitness Pal, o Tecno Nutri ou o Fat Secret, por exemplo.

Neles você terá um controle exato de todos os seus macros.

Temos um artigo que fala sobre aplicativos que ajudam a entrar em forma, veja neste link.

3º Compre uma balança de comida

Agora é só começar a preparar as suas refeições, medindo bem as porções para garantir que você está realmente dentro do seu plano alimentar.

Veja este vídeo e entenda um pouco mais sobre a Dieta Flexível!

Aqui você  vê os mitos e verdades sobre essa mais nova dieta , será que pode comer de tudo?

Você viu como aproveitar dos benefícios da dieta flexível é simples? O que achou desse método?

Temos outras matérias sobre dietas, veja tudo sobre dietas, clicando aqui!

Se você gostou desse conteúdo, compartilhe-o em suas redes sociais!

Você gostou deste conteúdo? A sua opinião é muito importante!
[Total: 1 Média de: 5]
Tags:
Anúncios

Moldes de Natal Gratuitos!

Cadastre o seu email para baixar agora mesmo!

Quer Moldes Grátis!?

Receba Diretamente no seu email junto com o Passo a Passo Completo!